Se você é novo na área de limpeza vertical através de bastões extensores e sistemas de lavadoras de filtragem com água desmineralizada, é necessário saber que assim como em todas as demais áreas, existe uma curva de aprendizado para que se consiga executar o trabalho de maneira eficiente mantendo-se a segurança.

O primeiro passo é ler as instruções abaixo, daí então assistir aos diversos vídeos disponíveis na internet para entender as técnicas e dicas sobre a limpeza com bastões extensores e água desmineralizada, por fim, conversar com pessoas mais experientes sobre as formas de executar os serviços e caso haja alguma dúvida entre em contato conosco.

Sistema inicial de eliminação:

  • Se a qualidade no resultado da limpeza estiver abaixo do esperado nos primeiros usos do equipamento, provavelmente o que está acontecendo é que o sistema está eliminando dejetos de fabricação que possam ter ficado dentro dos filtros durante a fabricação e necessitam ser rejeitados para fora do filtro
  • Como em qualquer outro filtro, se faz necessária a eliminação desses resíduos para fora do sistema antes da produção de água purificada.
  • Se o problema persistir depois da eliminação do sistema entre 30 a 60 min, então procure por outras possíveis soluções listadas.

Teste De Água:

  • Para determinar se o problema está relacionado com o TDS (Total De Sólidos Dissolvidos – quantidade de minerais presentes na água) faça um teste na água com seu medidor de TDS, o qual está incluído com seu sistema de filtragem.
  • Primeiro teste a água imediatamente após sair da torneira para se verificar o nível de TDS antes de passar pelo sistema de filtragem.
  • Posteriormente (5 a 10 minutos de água passando pelo filtro), faça o teste do TDS da água e compare os valores de TDS em PPM (Partes Por Milhão).
  • Caso a água filtrada esteja marcando acima de 20 ppm em seu medidor de TDS, pode ser que exista algum problema com o filtro. Entre em contato conosco para discutir as soluções.
  • Se o nível de TDS estiver abaixo de 20 ppm então o problema não está relatado ao sistema.

Pressão:

  • Outro problema comum é quando a água saindo pelos jatos das escovas possui muita pressão. Isso pode acarretar manchas ou marcas nas superfícies.
  • Para garantir que o excesso de pressão não acarrete um resultado negativo da limpeza, teste à forca do jato. Com o bastão recolhido em um ângulo de 90º graus do chão a água deve atingir o chão a não mais do que 2 metros de distância do bastão. Se estiver alcançando uma distância superior a 2 metros, diminua a pressão da água.

Pressão Da Água Baixa

  • Verifique se há vazamentos nas conexões e tubos.
  • Se você está operando acima de 3 seções, dependendo da pressão d’água e do sistema você precisará requirir uma bomba, isso ocorre porque a membrana de osmose reversa necessita de uma pressão mínima para poder operar e produzir água purificada – sugere-se, como forma de auxiliar na solução do problema, a utilização de uma bomba de não mais do que 150 PSI (ou ½ HP) e não superior a 33 litros/minuto
  • Utilize mangueiras com diâmetros apropriados e siga as instruções de instalação para o funcionamento optimizado.
  • Inspecione os pré - filtros para verificar se eles estão bloqueados com algum tipo de detrito.
  • Verifique as vedações e roscas dos filtros para que não haja perda de pressão.

Tipos de Vidros:

  • Há dois tipos de vidros, hidrofílicos e hidrofóbicos. Hidrofílico é aquele tipo de vidro que “gosta” (“amigo”) de água; permite que a água percorra o vidro, formando uma lâmina. Hidrofóbico é aquele tipo de vidro que “não gosta” (“tem medo”) de água; ele evita a presença de água, formando uma espécie de rios de água quando estão sendo lavados. Para maiores informações acesse https://news.mit.edu/2013/hydrophobic-and-hydrophilic-explained-0716
  • É importante saber quais os tipos de janelas nas quais se está trabalhando, em construções modernas e janelas comerciais de prédios de alto padrão muitas vezes se encontra o revestimento hidrofóbico. No caso de janelas com vidros hidrofóbicos, se faz necessário o uso de jatos cortina (leque) ao invés dos tradicionais jatos circulares.
  • Caso você não possua escova com jatos cortina, uma solução pode ser diminuir a sua pressão d’água para reduzir a quantidade de acúmulo e tempo extra durante o processo de enxague.
  • Lembre-se de que na maioria das vezes, se todos os passos forem seguidos corretamente, o resultado da lavagem de janelas hidrofóbicas será excelente, contudo, se os passos não forem seguidos, facilmente haverá um resultado insuficiente, havendo resíduos ou manchas nas superfícies.

Técnica:

Se o sistema está funcionando com um nível baixo de TDS e a pressão está configurada nos padrões corretos, então qualquer problema com o resultado da limpeza possivelmente está relacionada com a técnica.

  • Abertura Sujas: Isto é uma das principais causas de manchas. Em suas primeiras limpezas certifique-se de lavar bem as aberturas antes de lavar o vidro. Se possível, lave todas as aberturas primeiro para então depois lavar.
  • Resíduo De Sabão: resíduos de sabão poderão causar manchas, e o único jeito de evitar isso é enxaguando bem, e talvez tenha que fazer diversas limpezas para remover completamente o que se encontra na superfície.
  • Qualidade De Pintura: caso a qualidade da pintura das aberturas seja ruim, possivelmente haverá problemas durante a lavagem. A melhor maneira de testar a pintura é passar o dedo sobre ela, caso fique marca de tinta no dedo, existe uma grande chance de que a tinta escorrera no vidro. Lave as molduras primeiro e então uma vez que elas já tenham secado volte e limpe o vidro, tome cuidado para não molhar a abertura.
  • Vidro Muito Sujo: caso você esteja fazendo uma limpeza inicial e o vidro não tem sido limpo por muito tempo, possivelmente será necessário a lavagem da superfície mais de uma vez.
  • Sujeira Na Escova: inspecione as cerdas da escova para que verificar que elas estejam limpas. Uma opção e deixar a escova de molho em água purificada durante a noite. Não deixe a escovas escoradas contra a parede, pois poderá acumular poeira e transferir para o vidro.
  • Cocô de Pássaro: Isso pode ser um problema para ser removido, especialmente se já estiver endurecido no vidro. Inicialmente enxague a área onde os dejetos se encontram para daí então esfregar com a escova e se for necessário use um raspador.

Existem poucas coisas que podem dar de errado com as escovas e os bastões e em sua maioria são fáceis de serem resolvidos facilmente.

Presilha Danificada

  • As presilhas do bastão são projetadas para segurar a seção do bastão no local e protegê-las contra quebras. Quando estiver esticando as seções, assegure-se de não ultrapassar a linha vermelha. Caso não seja respeitado o limite da linha vermelha, possivelmente a presilha irá quebrar e em certos casos até mesmo a seção poderá ser danificada. assim fará com que a presilha proteja o bastão de danificar-se.

Jatos

  • Se um ou mais de seus jatos estão entupidos e o fluxo de água está abaixo do desejado, talvez seja porque alguma coisa es esteja bloqueando o fluxo de água pelo jato. Isso pode ocorrer porque a abertura traseira do jato é 3 vezes maior do que a parte frontal, então detritos contidos na água pode adentar o jato causando entupimento.
  • A solução é simples: Desconecte o tubo de 8 mm que leva água para a escova e coloque-o na parte frontal do jato, criando assim um fluxo inverso de água da parte mais fina para a parte mais grossa do jato, ligue a água com a maior força possível para que ela empurre os detritos para fora do jato pela parte traseira a qual e mais grossa.

Como Limpar a Escova

  • Você pode limpar a sua escova usando uma solução com água e sabão, o segredo é enxaguar a escova completamente antes de usá-la novamente no vidro. Uma boa ideia e deixar a escova dentro de um balde com água desmineralizada durante a noite para uma limpeza mais completa.